TECNOLOGIA
Evento

Caldeirão Cultural fortalece cena do Subúrbio de Salvador

Foto: Jamile Amine Doze dias de intensas atividades marcam a décima edição do Caldeirão Cultural - Festival de Artes do Subúrbio Ferroviário. O festival conta com shows, espetáculos de dança e teatro, cinema, debates, cortejo, trilha ecológica e exposições.

A programação, que começa no dia 31 de maio e segue até o dia 11 de junho, vai movimentar o Centro Cultural Plataforma, o Centro de Referência do Parque São Bartolomeu e a Praça São Braz, no Subúrbio de Salvador. Os ingressos variam de entrada franca a R$ 4.

O festival tem início com o Piquenique de Argumentos, que nesta edição tem como tema Formação do indivíduo através da mobilização em rede e construção coletiva. A mesa será composta por Ana Vaneska (Conselho de Cultura da Bahia), Rafael Claux (Kawo Kabiyesile), Camila Farias (UFBA) e Raimundo Nascimento (Rede Campi), onde serão abordadas questões sobre a criação de fóruns e a articulação nacional de artistas e produtores culturais como forma de repensar o desenvolvimento humano, tendo a cultura como fator determinante. O evento acontecerá no dia 31 de maio (terça), às 19h, com entrada franca.

Por conta do aumento da produção cinematográfica no Subúrbio Ferroviário, será realizada no dia 1º de junho (quarta), a Mostra de Cinema do Subúrbio, com exibição de curtas e médias-metragens que têm como temas religião, quilombo, políticas públicas e questões sociais. As sessões serão às 15h e às 19h.

As atividades externas começam no dia 2 de junho (quinta), às 19h, com o Desfile na Praça. O evento apresentará roupas que são a grande preferência entre os jovens descolados do Subúrbio, cujas estampas são personalizadas de acordo com a preferência de cada pessoa. O desfile acontecerá na Praça São Braz, em frente ao CCP.

No dia 4 de junho (sábado), às 9h, acontecerá a já tradicional Caminhada Cultural. Nesta edição, os participantes farão o trajeto inverso. Com saída da Praça São Braz, eles seguirão pelas ruas de Plataforma e São João do Cabrito até o Parque São Bartolomeu.

No dia que é celebrado o Meio Ambiente, 5 de junho, será realizada a trilha ecológica Ecocult, às 9h. O ponto de encontro é no Centro de Referência do Parque São Bartomeu, cujo objetivo é dar visibilidade ao potencial ecológico, paisagístico e turístico do território através de trilhas e articulação de redes, chamando atenção para a necessidade da revitalização das cachoeiras e dos mananciais do parque.

As apresentações artísticas também têm seu espaço no Caldeirão. Pela primeira vez no Subúrbio, o espetáculo Namíbia, não! se apresentará no dia 4 de junho (sábado), às 19h e no dia 5 (domingo), às 17h no palco do CCP. Dirigida por Lázaro Ramos, a peça se passa contemporaneamente, quando o governo brasileiro decreta uma medida provisória obrigando que todos os de "melanina acentuada" sejam capturados e enviados imediatamente à África. Assim, André e Antônio passam o dia trancados no apartamento, debatendo questões sociais e econômicas da vida atual.

O Balé Folclórico da Bahia estreia o projeto O Balé Que Você Não Vê no dia 7 de junho (sábado), às 20h, no CCP. Na performance, serão aplicadas artisticamente todas as vertentes e estilos das danças usadas na formação de seus dançarinos, com ênfase nas técnicas de dança moderna.

O Plataforma de Talentos é o espaço que os grupos culturais do Subúrbio conquistaram para apresentarem o que de melhor vem sendo produzido em termos de conceitos artísticos nas periferias de Salvador. O evento acontece no dia 8 de junho (quarta), às 14h, no CCP.

O Bando de Teatro Olodum traz para os palcos do CCP o já aclamado Recital Fala Preta no dia 10 de junho (sexta), às 20h. A proposta do recital é unir poesia e música em uma noite de leveza e descontração, uma ode à negritude com novos nomes da nova cena musical da cultura da Bahia.

Para encerrar esta edição, o dia 11 de junho (sábado) estará cheio de atrações. A começar por O Samba Pede Passagem, às 10h, cuja proposta tem como foco principal a pesquisa de aspectos da história do samba brasileiro. No mesmo dia, através da parceria com o Espaço Cultural Alagados, acontece o lançamento do livro infantil Lindas Águas – O Mundo Da Menina Rainha, escrito por Érico Brás às 11h.

Sob o lema Vem Que a Música é Boa, o projeto Jam na Praça e a Banda Evoluir são as atrações do Lá no Fundo do Quintal. Na ocasião, será oferecido um espaço para apresentações de bandas na área externa do CCP, em uma interação mais intimista entre a música e o público. O evento acontece às 18h.
Dia e horário Terã§A - 07/06/2016, 20h
Classificação Livre
Entrada Até R$ 4
Onde comprar Na bilheteria do local
Local Subúrbio Ferroviário
Endereço R. Silvino Pereira Uruguai - Salvador e RMS , 40445-040
Telefones (71) 3317-6518

Acontecendo na cidade

Outras sessões